Venda de cerveja sobe de 7,7% no Brasil em 2021; a maior alta desde 2014


Foto Ilustrativa


As restrições ocasionadas pela pandemia em 2021, não afetaram o consumo de cerveja no Brasil, que registrou a maior alta dos últimos sete anos, de acordo com um levantamento realizado pela Euromonitor para o Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (Sindicerv).

O crescimento de 7,7% representou a venda de 14,3 bilhões de litros a mais, na comparação com 2020, quando foram vendidos 13,3 bi/L.

Em 2014 - ano da última maior alta - os brasileiros consumiram 13,8 bilhões de litros da bebida. No varejo, o aumento foi de 11% em termos de faturamento, totalizando R$ 208,8 bilhões

O vice-presidente da Associação dos Cervejeiros Artesanais Paranaenses (Acerva), Daniel Dallagassa ressalta a importância da internet neste processo. "A alta das vendas online foi notável no ano passado e segue em ritmo acelerado. No entanto, além do consumo em PUBS, com a cerveja fresca, agora muitas vendas acontecem também pela internet, inclusive em clubes cervejeiros".

ESTILO - A cerveja mais popular continua sendo a lager, que representa 91% do volume total de vendas no varejo. Além disso, a versão sem álcool da bebida teve alta de 30%.

De acordo com o chef e beer sommelier Guilhermo Spindola, professor do Centro Europeu, a principal característica da cerveja lager é a refrescância. "É mais leve, o paladar a aceita de forma mais fácil, com menor amargor. É considerada lager pois é fermentada em baixa temperatura, as cervejas das grandes indústrias seguem esse estilo", afirmou. A harmonização é adequada com alimentos leves. "Saladas, carnes mais magras e queijos menos intensos. Um alimento com sabor mais marcante tira o sabor da cerveja tipo lager".

Dallagassa explica que na família das cervejas lagers as mais conhecidas são do estilo American Lager, por vezes do estilo American Light Lager.

Comumente o nome é confundido com Pilsen. "Na família Lager nós temos variados estilos de cerveja, dos mais claros e leves, como American Lager e Bohemian Pilsner, até outros mais escuros e potentes, com alta graduação alcoólica, como Bock e Doppelbock (estilos Alemães), mais conhecidos por amantes das cervejas artesanais".

As versões sem álcool são uma tendência em todo o mundo e estão ganhando cada vez mais espaço no Brasil. "Os Estados Unidos é o mercado de referência, onde se tem maior consumo da cerveja sem álcool, principalmente para quem tem estilo de vida mais atlético e quer ter cuidado com o consumo", ressalta Guilhermo. No mercado de cervejas caseiras, a produção de cerveja sem álcool ainda é um desafio, de acordo com Dallagassa "as cervejarias artesanais já buscam as versões zero álcool, mas para o cervejeiro caseiro muitas vezes não é viável, apesar de ser possível, pois nesse sentido os processos nas grandes indústrias, fica mais facilitado".

MERCADO - O Brasil é o terceiro maior produtor de cerveja do mundo, atrás da China e dos Estados Unidos. A indústria cervejeira é responsável por mais de 2 milhões de empregos diretos e representa cerca de 2% do PIB.

Acompanhando a demanda e a tendência, o Centro Europeu - maior escola de profissões da América Latina - oferece o curso de Beer Sommelier e Home Brewer, que a partir desse ano firmou parceria com a Associação dos Cervejeiros Artesanais Paranaenses -- ACERVA.

O diretor acadêmico e supervisor dos cursos de gastronomia, Rogério Gobbi, conta que a acerva passa a chancelar os certificados de formação dos alunos do curso Beer Sommelier e Home Brewer, em parceria com o Centro Europeu.

"É uma enorme satisfação. Muito mais do que um reconhecimento é a possibilidade de trazer para o plano de ensino do curso a expertise e a participação dos cervejeiros da Acerva e todo o volume de conhecimento que essa entidade representa, para qualificar ainda mais o aprendizado do aluno que faz o nosso curso", afirmou.

"Temos como objetivo participar também com o auxílio de eventos e informações de mercado que são importantes para os alunos", ressalta o vice-presidente da Acerva, Daniel Dallagassa.

Os amantes de cervejas que desejam se especializar podem ingressar no Curso Beer Sommelier e Home Brewer que é oferecido nos formatos presenciais e online pelo Centro Europeu.

Diferenciais - Além de preparar o aluno para produzir sua própria cerveja -- home brewer -, no curso são ministradas aulas de técnicas de degustação, análise sensorial, harmonização gastronômica, técnicas de serviços da bebida e glassware - adequação de taças à bebida, além de aprofundamento prático com degustações de uma variedade enorme de cervejas das principais escolas cervejeiras mundiais.

Para complementar os estudos, os alunos recebem um case contendo taças para degustação, livro de conteúdos, réguas de degustação, caderno de análise sensorial, kit de análise sensorial on off flavors, desenvolvido especialmente para o curso, para que possam acompanhar as degustações e aulas práticas desenvolvidas ao longo do curso.

Serviço:

Curso de Beer Sommelier e Home Brewer

Centro Europeu

Início das aulas presenciais: 17 de março

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square