Porto Ponta do Félix investe para expandir em 78% capacidade de armazenamento de fertilizantes



Com o mercado de importação de fertilizantes aquecido, o Porto Ponta do Félix, localizado em Antonina, no litoral do Paraná, trabalha para expandir em 78% a área de armazenagem do produto.


As obras preveem novos armazéns e barracões, que serão entregues em etapas, sendo 40 mil toneladas em setembro e outros dois armazéns, também com capacidade de 40 mil toneladas cada, em janeiro e abril de 2023.

A capacidade estática atual do terminal é estimada em 270 mil toneladas. A expectativa é de que, ao longo dos próximos meses, de forma gradual, esta capacidade chegue a 480 mil toneladas.


De acordo com informações da Administração dos Portos do Paraná, o Porto Ponta do Félix, registrou crescimento de 373% no volume de fertilizantes desembarcados entre janeiro e maio deste ano: 572.045 toneladas, em 2022, contra 120.852, no mesmo período, em 2021.


"A descarga de fertilizantes segue aquecida devido à demanda crescente e o mercado em alta para a comercialização. Mas, antes mesmo deste cenário, aqui em Antonina já estávamos trabalhando para atender o mercado, com a ampliação das nossas estruturas de armazenagem, explica o diretor-presidente do Porto da Ponta do Félix, Gilberto Birkhan". "Estamos acompanhando essa evolução com crescimento da produtividade do terminal para atender os importadores", completa Birkhan.


Segundo ele, este ano o Porto da Ponta do Félix está crescendo mais do que o ano passado percentualmente, principalmente em razão do entreposto aduaneiro - um dos diferenciais competitivos do terminal que possibilita maior flexibilidade em negociações comerciais e a geração de crédito rotativo imediato ao importador, já que seu recibo serve como garantia para desconto em até 80% do valor em bancos.


O entreposto aduaneiro também possibilita maior agilidade nas operações portuárias, contribuindo para diminuir possíveis congestionamentos em portos e armazéns.


Conferência Anual do IFA - Associação Internacional da Indústria de Fertilizante


Recentemente representantes do Porto Ponta do Félix, empresa do Grupo FTS, apresentaram as obras de expansão de capacidade do terminal aos participantes da Conferência Anual da Associação Internacional da Indústria de Fertilizante (IFA), realizada em Viena, na Áustria. A IFA reúne os principais produtores, comerciantes e distribuidores de fertilizantes do mundo.


O Brasil ocupa papel importante neste mercado. O país está entre os maiores consumidores de fertilizantes, importa cerca de 85% do produto usado nas lavouras.


Os portos paranaenses são as principais entradas de fertilizantes no país. Conforme o Ministério da Economia (ComexStat), com base nos dados do 1º trimestre do ano, cerca de 31,5% dos produtos importados pelo Brasil chegam por Paranaguá e Antonina.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo