Cuidados fundamentais para retomada das viagens durante a pandemia


(Foto Anna Shvets - Pexels)


A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) afetou drasticamente o setor de turismo no Brasil, com queda de 36,7% no índice de atividades turísticas no ano de 2020, se comparado a 2019, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE.


Outro fator que demonstra o impacto da queda de usuários no turismo é que - de acordo com a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo – cerca de 1 milhão de pessoas que atuavam no setor foram demitidas, incluindo trabalhadores diretos e indiretos. Além disso, a estimativa de faturamento é de 50% do que foi registrado em 2019.


CUIDADOS - Apesar do impacto, muitas pessoas têm a necessidade de cumprir agendas de viagens ou buscam um momento de conforto em locais de lazer. No entanto, todo cuidado é pouco para evitar contaminação, sendo necessário reforçar as normas de higiene e as medidas de segurança.


As viagens de avião e ônibus, por exemplo, seguem sendo realizadas. Especialistas dão dicas para que os transportes, hospedagens, restaurantes e outros serviços que envolvem o ramo turístico sejam usufruídos com segurança e seguindo os protocolos já determinados pelo Ministério da Saúde.


De acordo com a mestre em Turismo e supervisora do curso de Turismo do Centro Europeu, Raquel Pazini, apesar dos impeditivos que o setor sofre com a pandemia, a retomada das atividades está ocorrendo gradualmente.


"O primeiro cuidado importante é verificar o decreto vigente no estado e município que se pretende visitar. Consultar agências de viagem é importante, pois elas têm informações da abertura do comércio local e o que está funcionando naquele destino", declara Raquel.


Os hotéis em que os viajantes vão se hospedar também fornecem informações relevantes, pois os protocolos internos e limitações de uso de espaços comuns devem ficar evidentes para os hóspedes. "Na reserva, verifique se existem tarifas flexíveis para cancelamentos e serviços que precisarem ser alterados", destaca a especialista.


Para viagens internacionais, a orientação é verificar se há abertura de fronteiras para brasileiros e quais as exigências necessárias para entrar no país, tais como testes de Covid-19 e formulários.


RETOMADA DO SETOR – Com a retomada do setor, os profissionais devem apostar em capacitação em tempo de pandemia, visando o aumento da oferta de serviços especializados e o suporte adequado aos viajantes.

Percebendo essa necessidade, o Centro Europeu deu início ao Curso de Turismo, voltado para o mercado de agenciamento. O objetivo do curso é capacitar as pessoas para a organização profissional de viagens.


“A grade curricular visa capacitar os alunos de maneira adequada sobre o lado operacional dos produtos turísticos neste momento em que estamos vivendo. Entre os temas abordados estão técnicas de venda, compreensão do mercado de passagens aéreas, locação de veículos, cruzeiros marítimos, hospedagem, elaboração de roteiros internacionais e outros", detalha Raquel.


O Curso de Turismo é voltado para quem deseja abrir uma agência ou buscar oportunidade no mercado de trabalho, além de atender quem está mudando de carreira. Um dos diferenciais do curso é a utilização do Sabre, um sistema voltado para efetuar reservas aéreas, aluguel de carro e hotéis, por exemplo.


"O Centro Europeu é a única instituição de ensino em Curitiba que é autorizada a fazer treinamento no Sabre, com certificado oficial do sistema predominante nas agências de viagens do mundo todo", explica Raquel.

As turmas para o Curso de Turismo do Centro Europeu acontecem toda segunda e quarta-feira, das 19h15 às 22h30. Sua duração é de um semestre letivo, com inscrições abertas. Mais informações no site: www.centroeuropeu.com.br.

Posts Em Destaque