Crescimento de e-commerce na pandemia aquece o mercado de fotografia



O impacto ocasionado pela pandemia da Covid-19 - que suspendeu a realização de eventos, festas e casamentos, prejudicando a atuação de profissionais de fotografia - trouxe, por outro lado, a abertura de novas possibilidades de atuação.


Fotógrafos e produtores de imagens estão sendo muito procurados para trabalhos de conteúdo digital, em que uma boa imagem vale mais do que mil palavras. Exemplo disso é o crescimento na oferta de sites de vendas, o e-commerce, que exige fotos de qualidade para que o cliente veja o produto e realize a sua compra no ambiente virtual.


De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o número de vendas online mais que dobrou em 2020. Já o relatório da Mastercard SpendingPulse, um indicador de vendas no varejo que inclui pagamentos de todos os tipos em uma série de mercados globais, mostra que o e-commerce brasileiro apresentou um crescimento de 75% em 2020, se comparado ao ano anterior. Isso se deu, sobretudo, após o início do isolamento social.


A Tania Buchmann, supervisora do Núcleo de Fotografia do Centro Europeu que atua há 16 anos na gestão de cursos de fotografia, vê diversos nichos de mercado sendo fortalecidos neste período. "Os produtos ganham destaque quando são bem fotografados e divulgados para o público. Com isso, o nicho de e-commerce para fotógrafos tem crescido bastante, expandindo com imagens de qualidade e tratamento profissional", destaca.


Qualificação online – A procura pela qualificação sem sair de casa também é uma realidade. Com a facilidade do acesso a cursos pela internet, fotógrafos e pessoas que querem iniciar ou trocar de profissão apostam em cursos transmitidos em tempo real.


O Centro Europeu, a maior escola de profissões da América Latina, localizada em Curitiba, inicia no próximo dia 29 de junho o Curso de Fotografia Online para interessados na área de atuação, em todo o Brasil. As aulas são ao vivo, permitem a interação com os professores e incluem mentorias individuais de acesso a ferramentas. Além disso, o curso possui certificado com reconhecimento nacional e internacional.


A grade curricular inclui técnicas fotográficas, linguagem, tratamento de imagem, iluminação, fotografia como negócio, direção de pessoas e outros. As aulas acontecem toda terça e quinta, das 19h às 22h.


"É preciso se reinventar e buscar aprimoramento. O nosso curso é voltado para profissionais que querem aperfeiçoar suas técnicas e também para os que estão dando seus primeiros passos na fotografia", reforça Charly Techio, também supervisora do Núcleo de Fotografia do Centro Europeu.


Serviço

Para mais informações sobre o curso de fotografia do Centro Europeu, acesse: http://www.centroeuropeu.com.br




Posts Em Destaque