CORONAVÍRUS: Casa de repouso garante ambiente seguro para idosos com ações estratégicas




Em meio a tantas notícias negativas no que se refere a saúde dos idosos, neste momento de pandemia, uma Casa de Repouso em Curitiba chama atenção pelo nível de segurança implementado para garantir a saúde dos seus hóspedes: não foi constatado nenhum caso de contaminação por COVID-19 desde o início da pandemia.


O cuidado com as pessoas acima de 60 anos tem sido redobrado durante a pandemia do novo Coronavírus em todo o mundo.


No Brasil os asilos e casas de repouso recebem fiscalização constante da Vigilância Sanitária e órgãos municipais e estaduais.


Para que se tenha ideia da importância deste resultado, em 23 de abril, a OMS (Organização Mundial da Saúde) disse que quase metade das mortes causadas pelo novo coronavírus na Europa foi registrada em asilos.


Medidas eficazes – Para garantir um ambiente 100% livre de COVID-19 a diretoria da Solary desenvolveu um plano de ação. Foram construídos alojamentos para as enfermeiras e cuidadoras que ficaram no local em horário integral, desde o início da quarentena. Atualmente é disponibilizado um transporte particular para a equipe, que passou por treinamento e utiliza diariamente Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).


As visitas dos familiares passaram a ser feitas online ou, presencialmente em casos pontuais, com o distanciamento e contato apenas visual na entrada da instituição. Além disso, os novos hóspedes passam por período de isolamento de 14 dias para depois serem inseridos no convívio com os demais. A verificação dos sinais vitais dos idosos é realizada três vezes ao dia.


A limpeza dos ambientes e superfícies foi intensificada e a equipe promove a higienização de todos os objetos e alimentos que entram na instituição.


Uma das fundadoras da Solary , Roberta Morais, explica que o plano de ação foi fundamental para garantir a segurança dos hóspedes e a tranquilidade dos familiares.


“Muitos dos idosos estariam sozinhos – em isolamento – caso não estivessem com a gente aqui na Solary. Sabemos que estar em grupo, realizando atividades físicas, motoras e sociais – em um convívio seguro – só traz benefícios, mas precisávamos de medidas eficazes”, conta Roberta Moraes.


Cuidado – Ela explica que uma das estratégias fundamentais foi montar um grupo de colaboradoras que permanecem em período de quarentena, sem risco para a equipe de atuação. “Nosso público é mais vulnerável, mas aqui está protegido. Nosso ritmo de cuidado e atenção com as idosas é fortalecido com a esperança de que este momento difícil vai passar”, pontua Roberta Morais, uma das fundadoras do projeto.


A Instituição de Longa Permanência oferece toda a estrutura necessária para atender necessidades específicas, somando ambiente seguro e equipe multidisciplinar.


DADOS – A taxa de letalidade da covid-19 aumenta conforme a idade. Um estudo do Imperial College, em Londres, de março, relatou que 4% dos infectados na faixa dos 60 anos morreram. Na faixa seguinte, dos 70 anos, o índice salta para 8,6%.

Posts Em Destaque