Agência Nacional de Mineração autoriza Energy Paranã a pesquisar sal-gema no Espírito Santo



A Energy Paranã obteve da Agência Nacional de Mineração (ANM) autorização para pesquisar sal-gema em três áreas, nos municípios de São Mateus e Conceição da Barra, no Espírito Santo. As áreas destinadas para pesquisa estão sobrepostas a blocos exploratórios e serão desenvolvidas em conjunto com as atividades de petróleo e gás natural.


A Energy Paranã é uma joint venture das empresas Petres Energia, braço do Grupo Interalli nas áreas de gás natural e petróleo, e EnP Energy Platform. Para o diretor do Grupo Interalli, um dos sócios majoritários da Petres Energia, Fabrício Slaviero Fumagalli, a atuação da Petres em diferentes áreas contribui para a ampliação de suas atividades. “Existe potencial a ser aproveitado e estamos entrando neste cenário de grandes oportunidades, com investimentos que contribuirão para o desenvolvimento do país”, afirma Fumagalli.


De acordo com Renata Isfer, sócia da Petres Energia, a obtenção da outorga para alvará de pesquisa do mineral, em áreas que são sobrepostas aos blocos ES-T-305 e 354, é um avanço da atuação integrada da Energy Paranã.

“A pesquisa do Sal-gema pela Paranã pode levar ao desenvolvimento de uma riqueza que tem sinergia com as atividades de petróleo e gás na mesma região. Com o cloro e o sódio, componentes principais do sal-gema, a Paranã poderá ser um fornecedor de produtos básicos para indústria de saneamento, celulose, petroquímica, alimentos, entre outros, e eventualmente ter participação nesses negócios”, detalha Renata.


PASSOS DA PESQUISA – Após a obtenção do alvará de pesquisa, a Energy Paranã deve executar o plano de pesquisa – por um prazo de até 3 anos – que necessita de autorização ambiental para início dos trabalhos. Nesse plano de pesquisa constam atividades de análise de dados sísmicos e de poços, bem como confecção do relatório que inclua o entendimento do modelo geológico, definição da jazida e demonstrativos da exequibilidade técnico-econômica da lavra.


“Após a conclusão desta etapa e a entrega do Relatório Final de Pesquisa para a ANM, será feita a solicitação do Requerimento de Concessão de Lavra, que deve ocorrer em 2025”, explica Renata.


SAL-GEMA – O sal-gema é um recurso natural utilizado como matéria-prima para a fabricação de diversos produtos. Cloro, bicarbonato de sódio e soda cáustica são exemplos de produtos que possuem o sal-gema em sua composição. Além disso, o sal-gema também é utilizado em produtos farmacêuticos e produtos de higiene – como pasta de dente, sabão e detergentes.


“Estamos falando de uma rocha que pode ser encontrada no mundo todo. O mineral não tem a mesma composição do sal marinho, utilizado na culinária, e também não deve ser confundido com potássio, que é utilizado na produção de fertilizantes”, explica Renata.


Sobre a Petres – A Petres Energia é especializada no desenvolvimento de projetos de exploração, produção e de infraestrutura em óleo e gás natural. Petres tem como sócios majoritários o Grupo InterAlli – que já atua nas áreas de infraestrutura portuária, incluindo a operação de grãos e líquidos, logística, energias renováveis e agronegócio – e Renata Isfer, que atuou como Secretária de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia (MME).

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square